Segmento
Empresas Familiares
CCI - 20 créditos
Duração - 64h


Curso
Formação em Governança para
Acionistas de Empresas Familiares

A compreensão do papel e da responsabilidade dos acionistas de empresas familiares e a preparação das futuras gerações influenciam diretamente a longevidade das organizações e a unidade da família empresária.

O conhecimento dos mecanismos de governança, que permitem aos acionistas uma visão panorâmica sobre as organizações, tornam-se as principais aliadas das empresas de controle familiar.

O curso abrange aspectos que vão desde a preocupação com o desenvolvimento pessoal e as responsabilidades junto ao negócio, ao patrimônio familiar e aos aspectos jurídicos, até a ênfase na adoção das práticas de governança corporativa e familiar, considerando a particularidade, cultura e valores de cada família e organização.

Adriane Almeida fala sobre Curso Governança Corporativa para Acionistas de Empesas Familiares

Com quem você vai aprender

Celso Ienaga

"Engenheiro de Produção pela Poli-USP, Especialização em Áreas de Wealth Management pela Wharton School, Corporate Strategy pela Harvard Business School, Business Strategy pela University of Michigan, Service Marketing pela UC Berkeley, Organizational Development por IESE Business School(Spain) e Strategic Management e TQM pela AOTS (Association for Overseas Scholarship–Japan). Sócio principal da Dextron Management Consulting (boutique especializada em estratégia corporativa, finanças corporativas e governança corporativa em empresas familiares e multinacionais) desde 1992 e da DXCapital Business Advisory (assessoria focada na intermediação de operações de M&A) desde 2007. Anteriormente a Dextron, o Sr. Ienaga foi Sócio e Diretor de Consultorias Estratégicas Internacionais (Arthur D. Little, Ernst & Young, KepnerTregoe), de Holding de Investimentos, de Empresas Nacionais e Internacionais (ex.: Grupo Villares, ABB). Associado ao IBGC desde 2005, membro do Comitê de Estratégia desde 2011, ele já atuou como conselheiro de empresas nos setores de varejo, implementos agricolas, produtos químicos, produtos de consumo, de alta tecnologia e start ups."

Dan Ioschpe

É presidente do Conselho de Administração do Sindicato Nacional da Indústria de Componentes para Veículos Automotores (Sindipeças), da Associação Brasileira da Indústria de Autopeças (Abipeças) e do Conselho de Fabricantes de Autopeças do Mercosul (Mercoparts). É, desde abril de 2014, presidente do Conselho de Administração da Iochpe-Maxion, tendo sido anteriormente, de 1998 a 2014, presidente da empresa. Também preside, desde junho de 2017, o Fórum das Empresas Transnacionais Brasileiras (FET) da Confederação Nacional da Indústria (CNI). É ainda membro do Conselho de Administração das empresas WEG, Cosan e Profarma. Nasceu em Porto Alegre (RS), em 1965. Graduou-se em jornalismo pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul e cursou pós-graduação em marketing na ESPM de São Paulo e o MBA na Tuck School, Dartmouth College, nos Estados Unidos.

Dan Ioschpe

É presidente do Conselho de Administração do Sindicato Nacional da Indústria de Componentes para Veículos Automotores (Sindipeças), da Associação Brasileira da Indústria de Autopeças (Abipeças) e do Conselho de Fabricantes de Autopeças do Mercosul (Mercoparts). É, desde abril de 2014, presidente do Conselho de Administração da Iochpe-Maxion, tendo sido anteriormente, de 1998 a 2014, presidente da empresa. Também preside, desde junho de 2017, o Fórum das Empresas Transnacionais Brasileiras (FET) da Confederação Nacional da Indústria (CNI). É ainda membro do Conselho de Administração das empresas WEG, Cosan e Profarma. Nasceu em Porto Alegre (RS), em 1965. Graduou-se em jornalismo pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul e cursou pós-graduação em marketing na ESPM de São Paulo e o MBA na Tuck School, Dartmouth College, nos Estados Unidos.

Edison Carmagnani

Sócio da Carmagnani escritório empresarial desde 2001, trabalhou na Price Water House (Coopers & Lybrand) e Nestlé do Brasil. É auto dos livros:" A Proteção da Empresa Familiar – com Holdings, Fundos de Investimentos Fechados e outras Ferramentas Jurídicas" e "Gestão Tributária – para Acionistas e Conselho de Administração de Empresas Familiares". ´E Advogado, Administrador de Empresas e Professor da Fundação Dom Cabral desde 2000.

Eduardo Gentil

Eduardo Gentil, Sócio da Cambridge Advisors to Family Enterprise, iniciou sua carreira em bancos de investimentos no Brasil e Nova Iorque. Nos últimos 9 anos, liderou diversos projetos da Cambridge com famílias empresárias no Brasil, apoiando as famílias no desenho de suas estruturas de governança, acordos de acionistas, políticas financeiras, implantação de Conselhos de Administração e planos de sucessão. Gentil começou sua carreira no setor financeiro no JP Morgan, em Nova Iorque, e depois atuou, por 10 anos, como diretor geral do Goldman Sachs no Brasil. Em 2002, foi diretor do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social - BNDES, responsável pelo BNDESPAR (carteira de investimentos) e operações estruturadas. Neste cargo, participou do conselho de diversas empresas brasileiras, durante um período de grande reestruturação financeira em muitos setores da economia. Gentil foi nomeado Diretor Geral da Visa do Brasil em 2004, que incluía o cargo de Presidente de Conselho da Visanet. Liderou a área de corporate finance do banco de investimentos do Unibanco, antes de sua fusão com o Itaú. Atualmente Gentil é membro do conselheiro de algumas empresas de controle familiar. Gentil é graduado em História e Economia pela Universidade de Princeton, com MBA pela Stern School of Business, na Universidade de Nova Iorque.

Eduardo Gentil

Eduardo Gentil, Sócio da Cambridge Advisors to Family Enterprise, iniciou sua carreira em bancos de investimentos no Brasil e Nova Iorque. Nos últimos 9 anos, liderou diversos projetos da Cambridge com famílias empresárias no Brasil, apoiando as famílias no desenho de suas estruturas de governança, acordos de acionistas, políticas financeiras, implantação de Conselhos de Administração e planos de sucessão. Gentil começou sua carreira no setor financeiro no JP Morgan, em Nova Iorque, e depois atuou, por 10 anos, como diretor geral do Goldman Sachs no Brasil. Em 2002, foi diretor do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social - BNDES, responsável pelo BNDESPAR (carteira de investimentos) e operações estruturadas. Neste cargo, participou do conselho de diversas empresas brasileiras, durante um período de grande reestruturação financeira em muitos setores da economia. Gentil foi nomeado Diretor Geral da Visa do Brasil em 2004, que incluía o cargo de Presidente de Conselho da Visanet. Liderou a área de corporate finance do banco de investimentos do Unibanco, antes de sua fusão com o Itaú. Atualmente Gentil é membro do conselheiro de algumas empresas de controle familiar. Gentil é graduado em História e Economia pela Universidade de Princeton, com MBA pela Stern School of Business, na Universidade de Nova Iorque.

Lélio Lauretti

Economista com especialização em Mercado de Capitais pela FGV e Administração para Presidentes (OPM) pela Harvard Business School. Palestrante e consultor de empresas em Relações com Investidores e Ética Empresarial; professor nos cursos de governança corporativa do IBGC e da USP (FIA). Autor e coautor de vários livros e artigos. Membro do Comitê Superior de Orientação, Nomeação e Ética do Instituto Brasileiro de Relações com Investidores – IBRI, da Câmara de Árbitros do Mercado (BM&FBovespa), do Comitê de Ética da Associação Nacional das Corretoras e Distribuidoras de Valores – ANCORD, da RAPS – Rede de Ação Política pela Sustentabilidade e Conselheiro Honorário da ABRASCA – Associação Brasileira das Companhias Abertas.

Luis Rasquilha

CEO da Inova Consulting, da Inova Business School e da RWear. Professor convidado da FIA e da ie | ft cla (instituto de empresa | financial times corporate learning alliance. Colunista da Radio CBN. Formação em Disruptive Strategy (Harvard Business School, USA), Strategic Management (Copenhagen Business School, DNK), Creativity & Design Thinking (Stanford University, USA), Empreendedorismo e Gestão da Inovação (UCP), Gestão (INOVA Business School, ISG e ISCTE), Marketing (UCP) e Comunicação (INP). Autor e coautor de 18 livros técnicos sobre marketing, comunicação, futuro, tendências e inovação. Experiência internacional de consultoria na Europa, África, EUA e América do Sul, tendo trabalhado como consultor de 10 das 50 empresas mais inovadoras do mundo.

Luis Rasquilha

CEO da Inova Consulting, da Inova Business School e da RWear. Professor convidado da FIA e da ie | ft cla (instituto de empresa | financial times corporate learning alliance. Colunista da Radio CBN. Formação em Disruptive Strategy (Harvard Business School, USA), Strategic Management (Copenhagen Business School, DNK), Creativity & Design Thinking (Stanford University, USA), Empreendedorismo e Gestão da Inovação (UCP), Gestão (INOVA Business School, ISG e ISCTE), Marketing (UCP) e Comunicação (INP). Autor e coautor de 18 livros técnicos sobre marketing, comunicação, futuro, tendências e inovação. Experiência internacional de consultoria na Europa, África, EUA e América do Sul, tendo trabalhado como consultor de 10 das 50 empresas mais inovadoras do mundo.

Mary Nicoliello

Psicóloga com MBA em Desenvolvimento de Executivos em Gestão e Economia Empresarial pela UFRJ. Mestre em Direção Estratégica de Empresas Familiares pela Universidad Europea Miguel de Cervantes. Possui certificação internacional em Coaching Integrado pelo ICI - Integrated Coaching Institute. Especialista na preparação de sucessores, desenvolvimento de estratégias para empresas familiares e governança na Faamily Advisory – Governança Familiar. Desenvolveu sua carreira em consultorias e empresas liderando o desenvolvimento de estratégias para empresas de controle familiar e na criação de ambientes criativos e favoráveis para geração de valor Humano, Intelectual, Social e Financeiro entre diferentes gerações. Diretora na PwC do Núcleo de Governança para Empresas de Controle Familiar (2014-2018). Consultora do Family Office na Votorantim Participações (2008-2013). Gerente de Inovação e Qualidade no Lab SSJ (2007-2008). Sócia Interclub Educação e Missões Internacionais (1999-2007).

Mirela Rappaport

Sócia fundadora da InvestPort, onde atua desde abril de 2004. Foi analista de telecomunicações para a América Latina no banco ABN Amro em São Paulo e em Londres. Foi também analista de siderurgia no Credit Lyonnais e no ING Baring além de analista de eletricidade e telecom no SG Warburg. Atua no mercado desde 1994 e é economista formada pela FEA-USP. Mirela foi premiada pelas publicações internacionais Latin Finance (1997) e Institutional Investor (2000 e 2001) como analista de ações. Desde 2004, Mirela se dedica à avaliação de investimentos e à educação financeira atuando junto a grandes Family Offices do país.

Mirela Rappaport

Sócia fundadora da InvestPort, onde atua desde abril de 2004. Foi analista de telecomunicações para a América Latina no banco ABN Amro em São Paulo e em Londres. Foi também analista de siderurgia no Credit Lyonnais e no ING Baring além de analista de eletricidade e telecom no SG Warburg. Atua no mercado desde 1994 e é economista formada pela FEA-USP. Mirela foi premiada pelas publicações internacionais Latin Finance (1997) e Institutional Investor (2000 e 2001) como analista de ações. Desde 2004, Mirela se dedica à avaliação de investimentos e à educação financeira atuando junto a grandes Family Offices do país.

Olga Colpo

Membro do Conselho de Administração do Banco BMG, da Copel e da Solvi. Foi CEO da Participações Morro Vermelho. Desenvolveu sua carreira na PricewaterhouseCoopers, empresa onde foi sócia por vinte e cinco anos. Respondia pela Consultoria em Organização, Gestão de Mudanças e Capital Humano na América do Sul. Membro do Conselho Consultivo do MBA Executivo Internacional da FIA e da Comissão de Empresas Familiares do IBGC. Professora convidada do MBA Executivo Internacional da FIA, disciplina de Gestão de Mudanças e do IBGC. Psicóloga, com MBA Executivo Internacional na FIA-USP e especialização em Negócios e Gestão em Harvard University e Michigan University. Participou de programas específicos no Insead e Singularity University.

Ricardo Lemos

Mestre em Administração de Empresas (FGV), MBA em Controladoria (Fipecafi-USP) e graduado em Administração de Empresas (FGV), Ciências Contábeis (UNIP) e em Estudos Teológicos (SBPV-Seminário Bíbilico Palavra da Vida). Mais de 30 anos de experiência profissional e carreira desenvolvida a partir da Arthur Andersen, com atuação nas áreas de Auditoria, Business Consulting e Business Risk Consulting. Foi Country Manager da New Zealand Trade Development Board no Brasil.Exerceu na CTI (2012 a 2016) e atualmente na Parker Randall desde 2017 a posição de sócio-diretor responsável pela execução e gestão de trabalhos relativos à Governança, Risco e Compliance, identificando e desenvolvendo oportunidades de negócio e liderando análises e avaliações de risco e compliance.Em 2006 foi um dos diretores fundadores da Protiviti Brasil, mentor e líder da fusão com a ICTS Global Ltda em 2010. Gerenciou (nos anos de 2009 e 2010) a contabilidade, tesouraria, gestão de fornecedores, compras, recursos humanos, gestão da TI e reporte para a matriz no exterior, além de exercer a liderança, gestão e desenvolvimento de negócios e relacionamento com clientes em projetos. Membro da Comissão de Riscos do IBGC (Instituto Brasileiro de Governança Corporativa). Possui experiência e conhecimentos técnicos em administração de empresas, contábeis, risco, compliance, fraude, FCPA, SOX, auditoria e controles internos. Experiência no desenvolvimento e na gestão de negócios e fusões e experiência empreendedora no desenvolvimento de startup. Foi instrutor de cursos de negócios, risco e consultoria e palestrante no Brasil, Estados Unidos, Europa e Nova Zelândia. É professor em cursos de pós graduação / MBA lecionando governança corporativa, gestão de riscos, compliance e controles internos no Instituto Arc, FECAP, IBGC e Trevisan Escola de Negócios entre outras.

Ricardo Lemos

Mestre em Administração de Empresas (FGV), MBA em Controladoria (Fipecafi-USP) e graduado em Administração de Empresas (FGV), Ciências Contábeis (UNIP) e em Estudos Teológicos (SBPV-Seminário Bíbilico Palavra da Vida). Mais de 30 anos de experiência profissional e carreira desenvolvida a partir da Arthur Andersen, com atuação nas áreas de Auditoria, Business Consulting e Business Risk Consulting. Foi Country Manager da New Zealand Trade Development Board no Brasil.Exerceu na CTI (2012 a 2016) e atualmente na Parker Randall desde 2017 a posição de sócio-diretor responsável pela execução e gestão de trabalhos relativos à Governança, Risco e Compliance, identificando e desenvolvendo oportunidades de negócio e liderando análises e avaliações de risco e compliance.Em 2006 foi um dos diretores fundadores da Protiviti Brasil, mentor e líder da fusão com a ICTS Global Ltda em 2010. Gerenciou (nos anos de 2009 e 2010) a contabilidade, tesouraria, gestão de fornecedores, compras, recursos humanos, gestão da TI e reporte para a matriz no exterior, além de exercer a liderança, gestão e desenvolvimento de negócios e relacionamento com clientes em projetos. Membro da Comissão de Riscos do IBGC (Instituto Brasileiro de Governança Corporativa). Possui experiência e conhecimentos técnicos em administração de empresas, contábeis, risco, compliance, fraude, FCPA, SOX, auditoria e controles internos. Experiência no desenvolvimento e na gestão de negócios e fusões e experiência empreendedora no desenvolvimento de startup. Foi instrutor de cursos de negócios, risco e consultoria e palestrante no Brasil, Estados Unidos, Europa e Nova Zelândia. É professor em cursos de pós graduação / MBA lecionando governança corporativa, gestão de riscos, compliance e controles internos no Instituto Arc, FECAP, IBGC e Trevisan Escola de Negócios entre outras.

O que você vai aprender

DESENVOLVIMENTO DE ACIONISTA

Propicia a compreensão do papel do acionista e a importância da sua preparação pessoal e profissional, independentemente do papel que assumirá na estrutura de governança da empresa, na organização da família, ou mesmo fora dos negócios da família.

VISÃO EMPRESARIAL

Desenvolver a capacidade de utilizar instrumentos que fortaleçam a visão de negócios e o monitoramento de resultados para o acionista.

GOVERNANÇA CORPORATIVA E FAMILIAR

Apresenta as recomendações de Governança Corporativa como mecanismos de mitigação de conflitos, desenvolvimento e preservação da empresa e da família e como a governança familiar alinha e harmoniza a relação entre aos acionistas.

CASOS E PRÁTICAS

Dinâmicas e atividades especialmente desenvolvidas para envolver o acionista nas questões apresentadas durante o treinamento.

Objetivos do curso

Capacitar acionistas e futuras gerações de empresas familiares, independentemente de sua qualificação, formação e atuação ou não nos negócios da família, a exercerem seu papel no melhor benefício da organização;

Explicitar a responsabilidade do acionista e a governança como instrumento;

Desenvolver competências comportamentais que facilitem a atuação como acionista;

Fortalecer a relação com os demais acionistas.

A quem se destina o curso?

Acionistas e futuras gerações de empresas familiares.

Metodologia

O programa será apresentado por especialistas em governança corporativa e familiar, empresas familiares e sucessão. As diversas atividades do curso incluem dinâmicas entre os participantes, debates, entrevistas com convidados e discussão de casos práticos de empresas familiares e famílias empresárias.

Pré-seleção

A fim de garantir a adequação do programa às necessidades do profissional, os currículos dos candidatos serão previamente analisados, sendo facultado ao IBGC o critério para garantir a melhor diversidade e perfis em cada em turma.

O que comentam sobre o curso

Nós da Induscabos já tínhamos o sentimento que precisávamos avançar um pouco mais no profissionalismo necessário para a perpetuação do negócio familiar. O curso do IBGC nos deu a convicção de que esse é o único caminho para os negócios que querem se perpetuar juntamente com as famílias que o construíram. Mais ainda o curso nos conscientiza e informa, através dos exemplos de quem já fez e das informações preciosas de por onde começar.

Rodrigo H. de Almeida

Induscabos

Acionistas contributivos bem preparados serão futuros geradores de valor e peça chave para a continuidade dos negócios familiares e da família empresária. Vale salientar que o direito de desempenhar este papel de protagonismo não é determinado pelo fato de você ter nascido em uma familia empresária, mas sim é um direito que é conquistado a medida que o acionista se prepara e se capacita para assumir o papel de verdadeiro “dono”. O curso estimula este protagonismo, a troca de experiência, o networking e formação de capacidades essências ao bom desempenho destes futuros donos.

Maria Eduarda Brennand Campos

Grupo Brennand

Tive contato com questões importantes no curso, como explicações sobre overnança familiar, o papel do conselho e sobre como outras empresas familiares funcionam. Muito do que havia aprendido na faculdade de administração de forma mais geral, pude entender como se aplica no caso de uma empresa familiar. Antes eu não via muita possibilidade de participar dos negócios da família, mas o curso me mostrou que posso estar perto das empresas e ao mesmo tempo tocar meus planos pessoais.

Marianne Berckenhagen Baumgart

Grupo Baumgart

Rodrigo H. de Almeida

Induscabos

Maria Eduarda Brennand Campos

Grupo Brennand

Marianne Berckenhagen Baumgart

Grupo Baumgart

Próxima Data

3ª Edição - SP

16 e 17 de maio,
12 e 13 de junho,
31 de julho,
1 de agosto,
4 e 5 de setembro

Qual o valor do Investimento?

Associado
R$ 12.670,00

3 x no boleto
3% à vista

Não Associado
R$ 14.960,00

3 x no boleto
3% à vista

Informações Extras

Sede do IBGC

Av. das Nações
Unidas, 12.551
21º andar

Edifício WTC São
Paulo / SP

Política de desconto
para grupos, entrar
em contato:

secretaria@ibgc.org.br

8h às 17h10

carga horária 24h

Incluído almoço,
coffee breaks e
material didático
digital

Baixe o
programa
completo,
clique aqui