Desenvolvimento para Conselheiros

Educação continuada é o foco dessa família de cursos. Após o conhecimento das principais atribuições do conselheiro, estes cursos se propõem a aprofundar os temas relevantes e que se apresentam com o passar do tempo, por meio da evolução e grau de maturidade das organizações, dos conselhos e de seus membros.

Cursos oferecidos:

Gestão de Riscos Corporativos

Aproveitar as oportunidades do mercado requer capacidade dos gestores e profissionais que atuam nos órgãos da Governança, como conselho de administração e fiscal, em analisar os riscos e identificar prioridades para o seu acompanhamento, análise e mitigação. O conhecimento das metodologias de gestão de riscos proporciona maior segurança no cumprimento dos objetivos corporativos, aprimorando a atuação da gestão e auxiliando os administradores na execução de suas responsabilidades.

Carga horária: 8h

Objetivo:

  • Treinar profissionais responsáveis pelo ambiente de controle das organizações, demonstrando como a metodologia do Gerenciamento de Riscos Corporativos pode ajuda-los a apoiar a empresa na geração de valores e no crescimento sustentado;
  • Identificar oportunidades de aprimoramento à gestão de riscos corporativos das empresas em que atuam;
  • Avaliar os benefícios da adoção de metodologias, identificando oportunidades e proporcionando segurança no cumprimento dos objetivos corporativos;
  • Discutir sobre os diversos papéis dentro da Governança Corporativa e a responsabilidade da administração.

Público-Alvo: Conselheiros de administração e fiscal, diretores, executivos, membros dos comitês de auditoria e riscos e acionistas, além de profissionais em nível gerencial, responsáveis pela auditoria interna, área de “compliance” e controles internos.

Liderança no Conselho de Administração

Cada vez mais as empresas brasileiras adotam práticas de governança corporativa como uma forma de aumentar sua eficiência, garantir a perenidade e diminuir a exposição a riscos e valorizar seu patrimônio. A criação do Conselho de Administração – ou do Conselho Consultivo quando a empresa encontra-se no estágio inicial de adoção das práticas – tem sido uma das principais iniciativas neste processo. 

A constituição do Conselho requer uma liderança efetiva, comum aos grandes empresários e executivos, mas que requer técnicas e preocupações que vem sendo estudados pelo IBGC durante os 18 anos de sua constituição. 

Neste sentido, o IBGC preparou o Workshop “Liderança no Conselho”. Neste programa, conselheiros de administração engajados na implantação das boas práticas compartilharão sua experiência com conselheiros, no sentido de tornar os conselhos de administração brasileiros órgãos cada vez mais eficazes e aptos a liderar o processo de desenvolvimento das organizações em que atuam. 

Carga horária: 8h

Objetivo: Discutir e reforçar as atribuições do papel de liderança exercido pelo presidente do conselho de administração à luz das melhores práticas de governança corporativa.

Público-Alvo: Presidentes e membros de Conselhos de Administração, Ex-alunos do curso para conselheiros de administração, Conselheiros de Administração Certificados pelo IBGC.

Comitê de Auditoria em Empresas Não Financeiras

O Comitê de Auditoria analisa as demonstrações contábeis, promove a supervisão da área financeira e assegura que a diretoria desenvolva uma estrutura de controles internos e de gerenciamento de riscos efetiva e confiável. Também analisa e propõe os trabalhos realizados pelas auditorias independente e interna.

Tanto por seu caráter obrigatório nas empresas brasileiras abertas nos Estados Unidos e nas instituições financeiras brasileiras, quanto por sua importância no monitoramento dos aspectos de compliance e boas práticas de Governança nas organizações, o Comitê de Auditoria vem sendo o mais utilizado pelos conselhos de administração das empresas brasileiras.

Carga horária: 8h

Objetivo: Este curso tem por objetivos discutir o propósito e o papel do Comitê de Auditoria e sua estrutura e composição, além de analisar as similaridades e diferenças em relação ao conselho fiscal, bem como os requisitos da Lei Sarbanes Oxley(SOx).

Público-Alvo: Conselheiros de administração, membros de comitê de auditoria, conselheiros fiscais, diretores da área financeira e de controle, auditores internos e externos.