Riscos de ingerência e influência política pressionam estatais na América Latina

Para especialista, "é importante evitar que as empresas se tornem escravas dos ciclos políticos"

  • 08/01/2020
  • Equipe IBGC
  • Você sabia?

Você sabia que alguns dos principais desafios compartilhados por empresas públicas e sociedades de economia mista latino-americanas passam pelos riscos de ingerência e influência política nas decisões das empresas? Para o gerente de Governança Corporativa da Internacional Finance Corporation (IFC), Oliver Orton, trata-se de um problema global, em que empresas públicas de diversos países são pressionadas por agendas de políticos locais.

"Quando existem interesses políticos influenciando decisões da sociedade pública ou de economista mista, o conselho de administração pode vir a ter uma formação que eventualmente não atenda o que aquela companhia precisa em determinado momento", explicou a responsável por Governança Corporativa do BID Invest, Marta Viegas. O diretor geral da Cefeidas Group, Santiago Chaher, resumiu sua preocupação: "é importante evitar que a empresa se torne escrava dos ciclos políticos que se estabelecem". Segundo ele, uma das formas de se evitar essa dependência nociva é justamente a composição de conselhos que respondam à companhia e aos acionistas, com práticas de transparência na seleção de conselheiros, por exemplo. 

Neste contexto, para que conselheiros de empresas estatais da América Latina pudessem se reunir e aprofundar seus conhecimentos sobre governança corporativa, o IBGC organizou em dezembro de 2018 o curso Directores de Junta Directiva de Empresas Estatales, em parceria com o Center for International Private Enterprises (Cipe). Marta, Orton e Chaher foram instrutores. Com base em orientações de melhores práticas de gestão, o curso debateu o papel do conselho de administração, sua relação com a diretoria e como melhorar sua atuação em empresas públicas. O encontro resultou em uma série de seis vídeos intitulada Governança corporativa nas empresas estatais.

O material apresenta diferentes perspectivas sobre desafios e práticas de governança corporativa na região – como contam alguns especialistas que ministraram o curso. Acompanhe:

Governança corporativa nas empresas estatais

Introdução

Os desafios das empresas estatais

(1/5)

Risco de interferência política

(2/5)

Conciliação de interesses

(3/5)

Responsabilidades dos administradores

(4/5)

Contribuição da governança corporativa

(5/5)

Veja mais

Acompanhe as atividades do IBGC