Certificação para conselheiro fiscal

O  Programa de Certificação de Conselheiros, lançado em 2009, foi criado para melhor capacitar conselheiros e candidatos a conselhos de administração e fiscal. É uma iniciativa que estimula o contínuo aprimoramento das boas práticas de governança corporativa no Brasil e permite aferir conhecimentos sólidos num conjunto de temas necessários ao perfil de um conselheiro atuante e de desempenho eficiente. A certificação permite:

    > Avaliar os conhecimentos dos conselheiros nos seguintes aspectos: experiência em negócios, habilidades de gestão estratégica, conhecimentos especializados em áreas específicas e atitudes alinhadas e comprometidas com elevado padrão de conduta;

    > Garantir o aperfeiçoamento continuado de conhecimentos, habilidades e atitudes;

    > Valorizar a função de conselheiro; e

    > Valorizar as organizações e beneficiar seus públicos estratégico.

A certificação oferecida pelo IBGC é uma distinção espontânea e diferenciadora, de reconhecimento nacional e exclusiva para associados do instituto.

Veja como se certificar

Para atender demandas e necessidades de um mercado cada vez mais dinâmico e exigente, o programa de certificação de conselheiro fiscal oferece processos de certificação que variam conforme exercício na função e tempo de experiência, ambas formatadas para facilitar o reconhecimento e alavancar perspectivas profissionais.

Segmento CCI-CF

Certificação voltada para os profissionais aptos para o exercício da função de conselheiro fiscal. Para se tornar um CCI-CF, é necessário fazer um exame de certificação ou comprovar experiência na área.

Público-alvo: Profissionais que atuaram, atuam ou venham a atuar na atividade profissional de conselheiro fiscal ou quaisquer outras nomenclaturas utilizadas para esta atividade.

Modo de certificação via exame*: 

Comprovar atuação de pelo menos três anos como conselheiro fiscal; ou três anos como administrador de organizações; ou três anos em atividades afins tais como: auditoria interna e externa, controladoria e contabilidade. Os períodos de experiência poderão ser contínuos ou acumulados (não consecutivos).

Modo de certificação via experiência:

Comprovar experiência profissional de pelo menos seis anos, consecutivos ou alternados, na atividade de conselheiro fiscal, conselheiro de administração ou membro de comitê de auditoria; ou comprovar experiência profissional de pelo menos oito anos nas funções de sócio/diretor de firma de auditoria externa, diretor estatutário de controladoria, financeiro e outras diretorias correlatas.

Além disso, em ambas as modalidades, é necessário assinar o termo de adesão do Estatuto do Conselheiro e apresentar duas cartas de apresentação de profissional sênior identificado. 

O IBGC exige a revalidação periódica da certificação. A cada três anos, o profissional deverá comprovar o cumprimento de 45 créditos em educação continuada (nos cursos do IBGC ou fora do instituto).


* Os exames de certificação do IBGC são realizados nos centros de teste da FGV, cuja data, horário e local são escolhidos no site da FGV sob demanda do candidato.

"O selo de qualidade do conselheiro certificado IBGC será, no médio prazo, o padrão reconhecido e exigido pelo mercado e por organizações de diversos portes, desde uma grande sociedade limitada até uma companhia listada na bolsa."

Alcides Tápias, conselheiro de administração de empresas abertas

Conselheiro certificado

Se você já é um CCI ou CCIe, aproveite os benefícios que o programa de certificação lhe oferece

Comunidade CCI | LinkedIn

Participe dos debates e conheça os demais integrantes do grupo

Acesse

Educação continuada

Insira seus créditos com base nas regras de pontuação do manual do programa

Acesse

Comunidade Alumni | LinkedIn

Participe do grupo que reúne os ex-alunos do curso para conselheiros de administração

Acesse

Próximos eventos

Participe das atividades do IBGC e acumule créditos no programa de educação continuada